Diário Mediúnico - Ramatis/Norberto Peixoto

Diário Mediúnico - Ramatis/Norberto Peixoto

6 10 99
Diário Mediúnico - Ramatis/Norberto Peixoto 10 6 99

Resumo: Este é o segundo volume da trilogia "Um Guia de Estudos da Umbanda", que começou com o livro Umbanda Pé no Chão. Nesta obra, Norbeto Peixoto - inspirado pelo espírito Ramatis - narra um pouco de sua experiência como sacerdote umbandista, contando-nos fatos verídicos ocorridos durante os trabalhos na Choupana do Caboclo Pery. O capítulo que mais me chamou a atenção, foi quanto a opinião do Mestre Ramatis sobre o crescimento das religiões neopentecostais e a teoria do salvacionismo, que dispensa o esforço da reforma íntima. Muito interessante.

Ficha Técnica:
Autor:Norberto Peixoto
Espírito: Ramatís
Páginas: 152
Tamanho:14x21


Trechos:

Pergunta: -
Os pentecostais e neopentecostais exaltam a interferência e manifestação do Espírito Santo na vida e nos corpos dos prosélitos conduzidos pelos pastores e não falam do Evangelho de Jesus. Quais os motivos?
(...)
Hoje em dia, existe uma diferença da manifestação do Espírito Santo como agente catalisador da essência de Deus que se interioriza nas consciências e concretiza-se nas ações crísticas, como outrora aconteceu com os apóstolos. O "espírito santo" dos neopentecostais é um despachante que a tudo resolve com pragmatismo exacerbado. Ele dispensa as ações pessoais, cura os desenganados, arruma emprego, desamarra negócios, arranja casamento, angaria automóvel novo, manda os males para as labaredas infernais, e tanto maiores serão suas benesses de prosperidade material quando maior for o dízimo dado. Claro está que, sob essa prática de magia, o Evangelho de Jesus se torna amorfo, desinteressante, já que exige esforço, conduta e atos propiciatórios para que a bonança crística se torne perene. Paradoxalmente, o Espírito Santo salvacionista da atualidade reconhece o sacrifício de Jesus, que liberta de todos os males e dispensa os prosélitos de maiores esforços evangélicos, desde que eles não faltem às sessões e correntes salvacionistas, uma vez que a Igreja é indispensável intermediadora dele, Espírito Santo,com os fiéis. Esquecem que os apóstolos tinham dentro de si a imanência de Jesus e, andarilhos,levavam a mensagem viva do Cristo a todos os lugares, sendo os corpos deles depositários dosagrado, que era livre e não estava aprisionado num templo, como só acontece nos dias modernosem que recebeis o milagre sem esforço, mas ficais atados ao milagreiro.

As sutilezas para fazer um médium deixar de comparecer nos dias de sessão pública são muitas. Recentemente, uma das médiuns, de repente, começou a sentir intensa dor na perna esquerda, "casualmente" em uma sexta-feira, dia em que ocorrem nossos atendimentos de passes e consultas, havendo grande movimentação de consulentes.Essa médium faltou para ir ao médico, pois não suportava a dor, a ponto de não conseguir pisar no chão. Fez vários exames, seguindo a medicina terrena, e nada de anormal descobriram,ficando sem diagnóstico conclusivo. A dor continuou um pouco mais branda nos dias seguintes à sua ausência no terreiro. No dia da próxima sessão, telefonou para a secretaria, deixando recado de que a dor voltara a aumentar e teria de ir novamente ao médico. Quando me deram o recado, estava trocando os elementos do congá, também senti uma fisgada em minha perna esquerda, e me entrou um pensamento alheio, mas não identifiquei a qual guia pertencia, sendo isso de menos importância naquele momento. Contudo, senti com certeza que era de um dos Exus da casa:- Será que esta danada não vai se dar conta de que tem coisa aí? Ela tem que vir com dor e tudo. Não diga nada à médium, pois precisa se dar conta da situação por seu esforço e merecimento, para seu próprio aprendizado mediúnico..

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2015 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top