Diálogo com um executor - Rubens Saraceni

Diálogo com um executor - Rubens Saraceni

6 10 99
Diálogo com um executor - Rubens Saraceni 10 6 99
Em Diálogo com um executor conheceremos a história de Mário Ventura, desencarnado no ano de 1953 em um acidente de carro após ser fechado por um caminhão.

Mário fica vagando, mas logo percebe que não faz mais parte do mundo dos vivos. Acaba sendo socorrido e levado a um abrigo, onde passa cerca de 1 ano se recuperando. Até que sua pequena filha Eliana chega a este abrigo, após ter sido duramente agredida pelo padrasto Vitor. Mário acaba descobrindo que sua esposa se casou com seu melhor amigo, com o qual já vinha traindo-o. Vitor vivia alcoolizado e chegou a abusar da filha mais velha de Mário, Priscila, levando-o à revolta e ao desejo de vingança.

Mário é orientando pelos benfeitores a aceitar os desígnios de Deus e deixar que a ação das Leis Divinas se encarregassem de seus desafetos, mas acaba abandonando o abrigo e se juntando a seres trevosos, especializados em provocar o desencarne de "canalhas".
-Este verme pagou pela morte de Eliana?
-Ainda irá pagar.
-Quando?
-No dia em que a Lei Divina voltar-se contra ele, tudo será ajustado.
-A Lei Divina! Muito boa essa lei, não? Permite que os canalhas façam o mal na Terra e fiquem impunes.
-Ela é perfeita, Mário. Não julgue mal as coisas de Deus.  (pg 31)

Mário acredita ser um executor das leis divinas. Sua filha Priscila é assassinada em 1968 e passa a  trabalhar para uma dama das trevas. Mário a auxilia nos casos mais complicados.
Foi assim de 1972 até 1983 (...) Levei para o inferno pastores, padres, médicos, policiais, marginais, políticos e toda espécie de canalha que torna imundo aquilo que deveria ser bom e belo. (...) Para minha filha, eu era seu braço direito armado a escoltá-la quando descia muito fundo nas Trevas. (pg 43)
Tudo ia aparentemente bem até que Priscila é designada a importunar o médium, Rubens Saraceni. Priscila, Mário e seus escravos acabam se deparando com o guardião de esquerda do médium, que os captura e revela os motivos dos sofrimentos dessa família.
Tudo o que nos parece injusto tem uma razão de ser, e foi motivado por uma ação anterior que apenas está provocando um efeito tardio de reação. Eu teria de lutar contra meu instinto e amoldar-me às regras da Luz, ou seja, confiar em Deus e na Sua Justiça. (pg 61)
 O médium, Mário, sua esposa, suas filhas, um dos benfeitores do abrigo e a dama das trevas estavam todos ligados devido a uma encarnação ocorrida há 300 anos atrás.

Devido aos inúmeros débitos contraídos, a família de Mário passará por um processo de depuração num abismo, onde serão espancados, chicoteados, picados por serpentes, atacados por cães ferozes e violentados sexualmente.

No capítulo 8 - um dos mais fortes do livro - o autor irá narrar cenas com espíritos que se deixaram levar pelas forças do sexo desvirtuado, com descrições um tanto quanto perturbadoras sobre relações sexuais em regiões infernais. É preciso fôlego para conseguir ler esta parte.

Reencarnação, Lei da Causa e do Efeito, Choque Anímico, Guardiões, Luz x Trevas, Sexualidade. Todos esses temas reunidos em um romance de apenas 120 páginas. Este livro conta a trajetória de um espírito caído até retornar à Luz.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2015 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top