Coragem para Viver - Marcelo Cezar e Marco Aurélio

Coragem para Viver - Marcelo Cezar e Marco Aurélio

6 10 99
Coragem para Viver - Marcelo Cezar e Marco Aurélio 10 6 99
Lançamento da Editora Vida & Consciência, Coragem para Viver foi escrito por Marcelo Cezar e inspirado pelo espírito Marco Aurélio.

Um dos temas centrais do livro é a questão do suicídio. O romance conta histórias de diversos personagens que se entrecruzam a medida que a trama vai se desenrolando. Encontramos alguns poucos conceitos espiritualistas. O forte do livro realmente é o enredo.

A história começa no início dos anos 90 e depois salta para os dias atuais. Celina é uma dona de casa pacata e submissa, casada com o truculento Rodinei. Mãe de Tales (10 anos) e de Júlia (4 anos). Ao ouvir uma conversa entre Rodinei e Tales, na qual o marido diz não ter nenhum respeito por ela, Celina decide colocar fim na própria vida, acreditando que assim estaria punindo Rodinei. O que ela não imaginaria é que logo ele estaria casado novamente e que seus filhos a esqueceriam.

Além da história de Celina, temos a rica família Castilho composta pelo casal Mário e Angelita, e os filhos Hélio e Valdir. Mário Castilho enriqueceu trabalhando com caixa 2 em campanhas eleitorais; Hélio é seu sucessor e Valdir é o submisso da família.

Valdir engravida Mara, se casa com ela, mas a moça se afunda nas drogas não querendo nem ao menos conhecer seu bebê, Rafael. Desiludido, Valdir acaba se envolvendo com Noeli, babá de Rafael e é ela quem acaba criando o menino. Logo Mário morre e Helinho assume o controle dos negócios da família, mostrando-se uma pessoa sem escrúpulos.

Já nos dias atuais, Rafael aparece como uma rapaz parecido com o pai, sem vontade própria, sem motivação, acomodado. Namora Júlia, a filha de Celina, uma moça com mente próspera, animada, cheia de sonhos. Já Tales formou-se em letras, é homossexual assumido e namora o médico Reginaldo.

Celina está em uma colônia espiritual, acreditando que havia desencarnado a apenas 3 meses. Sua melhor amiga é Mara, que foi assassinada ainda na primeira temporada da trama.

Além da questão do suicídio, os autores trabalham muito a questão da auto-estima, enfatizando que devemos nos amar e nos dar valor. Nos respeitarmos e seguir adiante, sem medo das mudanças. Uma personagem muito interessante é Leda, prima de Noeli. Ela é médium de grande sensibilidade. Adivinha a maioria das situações que acontece ao seu redor. Muitas vezes vai parecer ser uma pessoa fria e egoísta, mas na verdade Leda aprendeu a se respeitar. A abordagem do tema nesta obra é bem interessante e mexe com a gente.

Um trecho certamente polêmico, se refere ao famoso Vale dos Suicidas, citado na obra "Memórias de um Suicida", de Yvone Pereira. Em conversa com Nena, Celina comenta que acredita que deve ter ido ao vale, mas que não se recorda e Nena revela que o local não existe mais como citado nos livros mais antigos.
Há mais de trinta anos, antes mesmo de sua morte, o local já havia sido visitado por arquitetos do astral superior para ser reorganizado e revitalizado, porque tudo se transforma para melhor no universo. os espíritos ali alojados receberam ajuda; alguns foram encaminhados para postsos de tratamento, como aquele onde você vive;outros decidiram reencarnar; outros, ainda, decidiram arregaçar as mangas, parar de se lamentar e dar a volta por cima. houve também grupos que, ao sentirem melhora, passaram a se dedicar a ajudar os que chegam ao astral da mesma forma. (pg 261)

Este é o segundo livro que leio de Marcelo Cezar. O primeiro foi o excelente Treze Almas. Considero Coragem para Viver uma obra mais para entretenimento do que para estudo; em alguns momentos empregam um linguajar chulo nos diálogos entre os personagens. Mas como o enredo é bom, a gente releva e segue adiante.

A diagramação é impecável e a fonte super confortável. Possui 412 páginas.


1 Comments
Comments

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2015 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top