segunda-feira, 9 de março de 2015

Morre Rubens Saraceni, sacerdote e escritor umbandista

É com grande pesar que informamos o desencarne do Pai Rubens Saraceni, sacerdote e escritor umbandista, mago iniciado e fundador do Colégio de Umbanda Sagrada Pai Benedito de Aruanda.

A nota de falecimento foi publicada em seus perfis oficiais no Facebook por volta do meio dia de hoje, 09 de março.

Nascido em Osvaldo Cruz em São Paulo em 1951,exerceu sua mediunidade por mais de 30 anos e deixa um legado com mais de 50 livros publicados.

Pai Rubens também foi o fundador do Colégio Tradição de Magia Divina e formou inúmeros novos sacerdotes, que hoje ensinam e divulgam esta vertente chamada de Umbanda Sagrada.

Nós do Blog do Livro Espírita agradecemos ao Pai Rubens por tudo que ele fez em prol da desmistificação da Umbanda, desvendando muitos dos antigos mistérios da religião. Pai Rubens fez de nós umbandistas, antes de mais nada, eternos estudantes. 
 
nota de falecimento publicada no Facebook

Acreditamos que Aruanda esteja em festa com seu retorno e que Pai Benedito o está acolhendo em seus braços amorosos. Axé! Retorne em paz!

Nota de falecimento e homenagem da fan page "Umbanda, eu curto"

Salmo 23 Umbandista:Oxalá é meu Pastor, nada me faltará! Deitar-me faz nos verdes campos de Oxossi. Guia-me Pai Ogum mansamente nas águas tranquilas de Nanã Buruquê. Refrigera minha alma Pai Obaluaê. Guia-me, mãe Iansã, pelas veredas da justiça de Pai Xangô. E ainda que eu ande pelo vale da sombra e da morte de Omulú, não temerei mal algum porque Zambi está comigo e o cajado de Oxalá é meu guia na direita e na esquerda Me consola mamãe Oxum, prepara uma mesa cheia de vida para mim, oh mãe Iemanjá! Exú e Pomba Gira afastem de mim os inimigos da caminhada. Unge a minha coroa com o óleo consagrado de Olorum e o meu cálice, que é meu coração, transborde com a pureza da Ibejada...E certamente, a bondade e a misericórdia de Oxalá estarão comigo por todos os dias de minha vida!Saravá!

***atualização em 13/03/2015
Segundo consta nesta publicação, Pai Rubens faleceu em decorrência de um câncer ocasionado pelo uso de tabaco.


leia mais ►

domingo, 8 de março de 2015

A Alma da Medicina - Robson Pinheiro e Joseph Gleber

Lançado no ano passado pela Editora Casa dos Espíritos, em A Alma da Medicina encontramos valiosas considerações do espírito Joseph Gleber, o mesmo autor espiritual de Além da Matéria. Médico e físico nuclear, o benfeitor é integrante do grupo intitulado de Os Imortais - segundo informações colhidas em outras obras do médium Robson Pinheiro.

O livro é voltado especialmente aos profissionais de saúde e aos médiuns de cura. Joseph Gleber nos faz refletir sobre a importância de ter empatia perante a  dor do outro; de buscarmos os métodos mais eficazes para curar ou amenizar as enfermidades do corpo e da alma; aborda também a atual questão de que é  essencial se fornecer ao médico e aos demais profissionais boas condições de trabalho; explica que nem sempre o médico carnal ou espírito conseguirá promover a cura, pois a espiritualidade respeita o carma de cada ser humano.
Onde está a alma da medicina? Será que se deve tratar o enfermo de maneira a prolongar sua dor, esperando resultados por vias ditas mais brandas, enquanto se pode estancar imediatamente o sofrimento ou provar que o método defendido por alguém é mais eficaz, brando e menos invasivo? (...) Ante uma infecção, uma pneumonia, o que é mais adequado? Usar o antibiótico, que poderá amenizar, curar e erradicar o problema com maior rapidez, ou recusá-lo e lançar mão apenas da homeopatia, da fitoterapia e de medicamentos energéticos, enquanto se prolonga o sofrimento e se agravam os sintomas? (pg 44)
Frequentemente, as condições de trabalho são desrespeitosas e mesmo ultrajantes; em muitos lugares, assistimos ainda á desconsideração com a pessoa do médico, do enfermeiro e dos demais profissionais da área. Não devemos perder de vista que se está diante de pessoas que são, apenas, humanas. (pg 50)
Geralmente as doenças que estão formatadas, programadas no código genético do indivíduo tem causa anterior à vida atual, ao presente estágio físico. (pg 59)
Em sua opinião, o médico é um sacerdote da ciência, que exerce papel de orientador, estimulador dos processos de manutenção e preservação da saúde humana; Joseph Gleber incentiva a busca de uma medicina mais humanizada, onde o enfermo seja visto como um ser também espiritual. Considera os avanços tecnológicos da área, porém aponta um engessamento da afetividade dos profissionais.
Parece mesmo que, à medida que aumentaram os recursos tecnológicos, diminuíram sensivalmente as habilidades clínicas de observação. (...) Nunca se empregou tanta tecnologia no trabalho da saúde como nos dias atuais. No entanto, a pressa de atender para satisfazer a necessidade ou as exigências do sistema, o pouco de tempo dedicado a cada consulente, a falta de atenção á sensibilidade da pessoa que procura o tratamento, entre outros fatores, muitas vezes contribuem para que o profissional de saúde acerte cada vez menos. (pg 76)
Elucida também a questão cármica dos profissionais de saúde , informando que são seres que no passado assumiram dívidas imensas com o ser humano, perante as leis Divinas, ceifando vidas, desrespeitando-as e, em muitos casos, atentaram contra a própria vida. (Fiquei pensando no que eu devo ter aprontado, para renascer como médica e médium rs)

Passando já para a questão da mediunidade, encontramos elucidações sobre o magnetismo e o uso do ectoplasma nos processos de cura e tratamento. No capítulo 19, Joseph Gleber fala sobre sexualidade e  mediunidade, revelando que os médiuns ectoplastas (doadores de ectoplasma)  possuem uma maior necessidade de sexo. (esta parte vai mexer com muita gente)
É muito comum que tenha a sexualidade mais exacerbada e os desejos sexuais relativamente mais pujantes que a maioria das pessoas. Isso não é sintoma de desequilíbrio do médium. Sexualidade ativa é diferente de desequilíbrio e promiscuidade. Somente pessoas sem preparo ou estudo, afeitas a conceitos estanques, são incapazes de distinguir uma coisa da outra. (...) Privar-se de sexo não eleva ninguém. (...) O ideal é que o médium doador de ectoplasma, de fluídos magnéticos, de forma geral, tenha atividade sexual regular, desse modo evitando que seja vampirizado, em desobramento tanto quanto em vigília, por entidades de oposição interessadas naquele potencial. (pgs 268 e 289)
Ficha Técnica:
Gênero: Saúde e mediunidade
Ano de lançamento: 2014
Edição atual: 2 | 10 mil exemplares
Páginas: 416
Acabamento: brochura

Comentário:
O livro é longo, com 416 páginas, porém a fonte é grande e confortável. Os capítulos são instigantes e alguns trazem revelações que pelo menos para mim eram desconhecidas. Realmente a medicina de hoje está muito mais tecnológica e menos humanitária. Também é fato de que nós profissionais de saúde necessitamos de melhores condições de trabalho. Vale salientar a questão de que nem todas as doenças podem ou devam ser curadas, visto que existe a questão cármica, o merecimento de cada um e o fato que de que algumas enfermidades acontecem justamente para impedir maiores quedas.

Vejo o espírito Joseph Gleber como um pai amoroso; tem grande autoridade moral sem ser autoritário. Sinto em suas palavras o imenso amor que tem pela humanidade e o desejo sincero de ajudar. Sua linguagem é coerente, demonstrando uma ótima capacidade de comunicação de suas ideias. Tenho grande admiração por este Imortal.

E este livro faz bem para a alma e está super indicado a profissionais de saúde, especialmente os que se sentem cansados e exauridos de tão árdua missão.

Clique aqui para ler uma degustação de A Alma da Medicina.


leia mais ►

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Abraço de Pai João - Wanderley Oliveira e Pai João de Angola

Quem não se lembra do Pai João que nos brindou com o livro Fala, Preto-velho? Pois o adorável paizinho retorna agora com a personalidade de sua última encarnação, o educador Cícero Pereira, que foi considerado por seu contemporâneo, Chico Xavier, como um embaixador do Evangelho.

Lançamento da Editora Dufaux, Abraço de Pai João, foi ditado ao médium Wanderley Oliveira e tem como tema central a carência afetiva.

Segundo consta na apresentação deste livro, Pai João prefere utilizar a roupagem de preto-velho pois é assim que ele gosta de ser, visto que a encarnação como escravo foi decisiva  para a aquisição da aceitação, da amorosidade e do perdão. Que lorvado seja nossu sinhô Jesum Cristo, muzanfio!

Na presente obra, Pai João narra histórias acontecidas durante seus plantões no Hospital Casa da Piedade, situado no plano espiritual da cidade de Belo Horizonte. O benfeitor conta com o auxílio da enfermeira Carminha e do querido Dr. Inácio Ferreira que, por sinal, é quem escreve o prefácio do livro.
Sem dúvida, essa necessidade natural de amar e ser amado é um princípio fundamental para a sanidade humana, física e mental. Na ausência desse alimento, instala-se a falta de nutrição afetiva, gerando uma sensação de vazio no peito que tentamos preencher com o amor de alguém. Em um estado extremo de carência, um sorriso dado por puro sentimento de simpatia pode ser interpretado como interesse em um sério compromisso afetivo. Não estou brincando. isso acontece. (Prefácio - pg 13)
O que teria em comum os personagens Hanna, Laerte, Hilda e Irene,´além do fato de estarem sendo socorridos na Casa da Piedade? Hanna desencarnou vítima de um câncer no fígado; Laerte é um espírita recém-desencarnado que esperava ir diretamente para a colônia Nosso lar; Hilda tentou suicídio e Irene está  passando por um processo obsessivo decorrente de magia negra.

No desenrolar dos dramas destes 4 personagens, Pai João vai nos mostrando que todos sofrem de gravíssima dependência emocional  e recomenda, entre outras coisas, a prática do autoamor como forma de cura.

Através de suas prosas, Pai João com a típica sabedoria dos pai velhos, apresenta também importantes lições doutrinárias, especialmente sobre mediunidade.

E, ao final, ainda temos a formação de um casal homoafetivo, cujo encontro já estava planejado pelo mundo espiritual.

Ficha Técnica:
Médium:Wanderley Oliveira
Espírito:Pai João de Angola
Gênero:Romance
Páginas:224 

Comentário:
O livro é lindo, encantador, envolvente e mexe com a gente, já que quem é que não possui algum grau de carência afetiva?

Particularmente, eu adoro livros que narram e explicam o funcionamento dos trabalhos espirituais na contraparte astral e isso também encontramos em Abraço de Pai João.

O livro é imperdível! Um super presente da espiritualidade!

E a parte gráfica está impecável, o que é uma marca da Editora Dufaux.

Trechos: (clique na imagem para ampliar)
Sobre a mediunidade
Sumário

leia mais ►

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Contos do dia a dia - Zibia Gasparetto (espíritos diversos)

 Trata-se de uma coletânea de contos ditados à médium Zíbia Gasparetto durante reuniões no Centro Espírita Caminheiros. A autora nos conta - na apresentação da obra - que psicografava estas pequenas histórias enquanto seu filho Luiz recebia as pinturas mediúnicas  em um salão lotado, iluminado apenas por uma luz vermelha e ao som de Vivaldi ( a pedido dos espíritos).

Encontramos então pequenas narrativas, ditadas por espíritos diversos, que compartilharam suas experiências conosco com o objetivo de nos mostrar como funcionam as leis da vida, auxiliando-nos assim a buscar nosso equilíbrio.

Temos a história de Irene, abandonada grávida no dia de seu casamento; Gervásio, que ficou anos estagnado num mesmo emprego que o deixava infeliz; Ronaldo, um lavrador que passa a ser obsediado e não aceita ajuda ou o caso de Marcelo, que teve tudo na vida mas não conseguiu realizar nada, entre outros.

Ficha Técnica:
Médium: Zíbia Gasparetto
Espírito: diversos
Páginas: 170
Lançamento: 2012
Editora: Vida & Consciência

Comentário: O livro é gostoso de ler, bem propício para momentos de relaxamento. Eu li no intervalo entre dois livros doutrinários densos e foi super agradável.

Os contos são simples, de fácil assimilação e as histórias são compatíveis com o dia a dia de cada um de nós. Traz boas lições.

A editora disponibilizou em seu site o 1º conto deste livro. Clique aqui para ler.

Booktrailer:

leia mais ►

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Doutrina e Teologia de Umbanda Sagrada - Rubens Saraceni

Este livro foi lançado pela Madras Editora em 2010 é considerado um manual de Umbanda Sagrada - vertente umbandista trazida à Terra através da mediunidade de Rubens Saraceni - e que tem por objetivo uniformizar práticas rituais e o ensino doutrinário nas tendas, bem como auxiliar na formação de uma consciência de Umbanda.

Lembrando que a Umbanda possui diversas linhas ou vertentes e que a Teologia de Umbanda Sagrada é uma delas e que o leitor acostumado com outra vertente pode estranhar os ensinamentos contidos nas obras de Pai Rubens. 


Em Doutrina e Teologia de Umbanda Sagrada encontramos os seguintes temas:
  1. Diferenças entre Umbanda, Candomblé e Kardecismo;
  2. História da Umbanda;
  3. Mediunidade;
  4. Divindades
  5. Irradiações;
  6. Gênese e Fatores;
  7. Gênese da Umbanda Sagrada;
  8. Gênese do Planeta
  9. Teogonia (estudo dos Orixás);
  10. As Sete Linhas de Umbanda;
  11. As cores dos Orixás;
  12. Orixás de frente, ancestral e adjuntó;
  13. Chacras;
  14. entre outros temas
Assim como em outras obras de Pai Rubens, a leitura deste livro não é nada fácil e nem poderia ser, afinal as revelações contidas nele são complexas e requerem estudo aprofundado. Como escrevi acima, o leitor acostumado a Umbanda Popular, por exemplo, vai ter dificuldade em assimilar as informações aqui contidas. Como exemplo, vou citar a questão das 7 Linhas de Umbanda, que neste livro são apresentadas com uma composição de 14 Orixás, que formam os pares dos Tronos Divinos:
  1. Oxalá e Oiá-Tempo
  2. Oxum e Oxumarê
  3. Oxossi e Obá
  4. Xangô e Iansã
  5. Ogum e Egunitá
  6. Obaluaê e Nanã
  7. Iemanjá e Omulu
Apesar da complexidade da obra, recomendo a leitura visto que a vertente de Umbanda Sagrada tem crescido bastante e a maioria dos cursos presenciais e online são baseados nas obras de Rubens Saraceni, que tem deixado um legado significativo através de seus filhos e filhas de santo.

Pai Rubens já canalizou mais de 40 livros, segundo informações obtidas na Wikipedia. É o fundador do Colégio de Umbanda Sagrada Pai Benedito de Aruanda e do Colégio Tradição de Magia Divina. Para saber mais sobre o autor, clique aqui.

Trechos:
Comentar sobre as cores do Ori­xás é o mesmo que tentar equili­brar-se e manter-se ereto na cris­ta de uma onda ou parar todos os movimentos no meio de um ciclone, pois nenhum Orixá tem uma única cor.
Isto tudo é apenas fruto da tentativa de individualizar o geral e generalizar o individual.
Como dar cor a uma energia?
Desde Oxalá, no extremo positivo, até Omolu, no extremo negativo, todos trazem em si tantas cores que, por não serem visíveis aos olhos humanos e serem ainda desconhecidas, é-nos impossível comentá-las.(...) Em verdade, um Orixá irradia todas as cores, pois irradia em todas as sete faixas ou padrões vibratórios, e cada tipo de vibração, ao graduar a velocidade do giro, pode ser para mais ou para menos, dá uma cor a cada um dos elementos irradiados na forma de energias.(pg 178)
Orixá Ancestral é aquele que magnetizou o ser assim que ele foi gerado por Deus e o distinguiu com sua qualidade original e natureza íntima, imutáveis e eternas;
Orixá de Frente é aquele que rege a atual encarnação do ser e o conduz numa direção na qual o ser absorverá sua qualidade e a incorporará às suas faculdades, abrindo-lhes novos campos de atuação e crescimento interno;
Orixá Adjuntó é aquele que forma par com o Orixá de Frente, apassivando ou estimulando o ser, sempre visando seu equilíbrio íntimo e crescimento interno permanente.(pg 181)

leia mais ►

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Resenha do filme espírita Causa e Efeito

Lançado em julho do ano passado, o filme espírita Causa e Efeito é um longa-metragem dirigido por André Marouço - o mesmo direitor de O Filme dos Espíritos.

Ontem tive a oportunidade de assistir. É um filme emocionante. Apesar da pouca qualidade técnica e de algumas atuações fracas, a trama tem um enredo típico de livro espírita mas com as cores cinematográficas.

Paulo é um ex-investigador de polícia, que perde o filho e a esposa em um atropelamento. Descrente da vida, se junta a um político inescrupuloso e passa a ser um "justiceiro". Quando é obrigado a matar Madalena - a amante grávida desse político - Paulo descobre o quanto estava enganado. Foge com ela para o interior, onde mora seu tio Epaminondas, que é espírita e tem como melhores amigos um padre e um pastor médico.

Em desdobramento, reencontra-se com sua esposa, com seu filho e com o motorista que os atropelou. Neste encontro lhe é revelada uma encarnação anterior, que explicaria as causas dos sofrimentos atuais. Aliás, esta foi uma das cenas mais lindas do filme.

A trilha sonora é super dramática e preparem-se para chorar muito, especialmente no final.

leia mais ►

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Quiz Espírita - Luis Hu Rivas

Já pensou em testar seus conhecimentos sobre a Doutrina Espírita? Então conheça o primeiro livro na categoria Quiz voltado ao Espiritismo. São mais de 300 perguntas sobre livros, filmes, personagens, espíritos, conceitos, história, lugares e muito mais!

Pra quem não sabe, quiz é o nome dado a um jogo ou desporto mental no qual os jogadores (individualmente ou em equipas) tentam responder corretamente a questões que lhes são colocadas. (fonte Wikipedia)

O livro foi lançado pela Boa Nova Editora e é de autoria do escritor e designer Luis Hu Rivas. Para saber mais sobre o autor, acesse seu site. 

Ficha Técnica:
Autor: Luis Hu Rivas
Páginas: 44
Categoria: perguntas e respostas
Editora: Boa Nova

Comentário:
Foi bem divertido testar meus conhecimentos sobre o espiritismo. O livro traz lindas ilustrações e possui todas as respostas no final. Vale a pena adquiri-lo e reunir-se com os amigos para uma tarde de aprendizado com diversão.

Trechos:
Clique sobre as imagens para ampliá-las.



leia mais ►

  ©Blog do Livro Espírita | Todos os direitos reservados | Template exclusivo Dicas Blogger