terça-feira, 19 de agosto de 2014

Diálogo com um executor - Rubens Saraceni

Em Diálogo com um executor conheceremos a história de Mário Ventura, desencarnado no ano de 1953 em um acidente de carro após ser fechado por um caminhão.

Mário fica vagando, mas logo percebe que não faz mais parte do mundo dos vivos. Acaba sendo socorrido e levado a um abrigo, onde passa cerca de 1 ano se recuperando. Até que sua pequena filha Eliana chega a este abrigo, após ter sido duramente agredida pelo padrasto Vitor. Mário acaba descobrindo que sua esposa se casou com seu melhor amigo, com o qual já vinha traindo-o. Vitor vivia alcoolizado e chegou a abusar da filha mais velha de Mário, Priscila, levando-o à revolta e ao desejo de vingança.

Mário é orientando pelos benfeitores a aceitar os desígnios de Deus e deixar que a ação das Leis Divinas se encarregassem de seus desafetos, mas acaba abandonando o abrigo e se juntando a seres trevosos, especializados em provocar o desencarne de "canalhas".
-Este verme pagou pela morte de Eliana?
-Ainda irá pagar.
-Quando?
-No dia em que a Lei Divina voltar-se contra ele, tudo será ajustado.
-A Lei Divina! Muito boa essa lei, não? Permite que os canalhas façam o mal na Terra e fiquem impunes.
-Ela é perfeita, Mário. Não julgue mal as coisas de Deus.  (pg 31)

Mário acredita ser um executor das leis divinas. Sua filha Priscila é assassinada em 1968 e passa a  trabalhar para uma dama das trevas. Mário a auxilia nos casos mais complicados.
Foi assim de 1972 até 1983 (...) Levei para o inferno pastores, padres, médicos, policiais, marginais, políticos e toda espécie de canalha que torna imundo aquilo que deveria ser bom e belo. (...) Para minha filha, eu era seu braço direito armado a escoltá-la quando descia muito fundo nas Trevas. (pg 43)
Tudo ia aparentemente bem até que Priscila é designada a importunar o médium, Rubens Saraceni. Priscila, Mário e seus escravos acabam se deparando com o guardião de esquerda do médium, que os captura e revela os motivos dos sofrimentos dessa família.
Tudo o que nos parece injusto tem uma razão de ser, e foi motivado por uma ação anterior que apenas está provocando um efeito tardio de reação. Eu teria de lutar contra meu instinto e amoldar-me às regras da Luz, ou seja, confiar em Deus e na Sua Justiça. (pg 61)
 O médium, Mário, sua esposa, suas filhas, um dos benfeitores do abrigo e a dama das trevas estavam todos ligados devido a uma encarnação ocorrida há 300 anos atrás.

Devido aos inúmeros débitos contraídos, a família de Mário passará por um processo de depuração num abismo, onde serão espancados, chicoteados, picados por serpentes, atacados por cães ferozes e violentados sexualmente.

No capítulo 8 - um dos mais fortes do livro - o autor irá narrar cenas com espíritos que se deixaram levar pelas forças do sexo desvirtuado, com descrições um tanto quanto perturbadoras sobre relações sexuais em regiões infernais. É preciso fôlego para conseguir ler esta parte.

Reencarnação, Lei da Causa e do Efeito, Choque Anímico, Guardiões, Luz x Trevas, Sexualidade. Todos esses temas reunidos em um romance de apenas 120 páginas. Este livro conta a trajetória de um espírito caído até retornar à Luz.
leia mais ►

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Desafiando o destino - Rose Elizabeth Mello

Resumo: Lançamento da Editora Vida & Consciência, Desafiando o destino é um romance, escrito por Rose Elizabeth Mello com inspiração de seu mentor Yann. A história começa em 1855. Louise é uma jovem impetuosa, que não mede esforços para atingir seus objetivos. Ela vive no interior de São Paulo, com seus pais Catarina e Amilcar - um próspero cafeicultor da região do Vale do Paraíba -  e com os irmãos Isabelle e Robert. Apesar da vida confortável, o sonho de Louise é viver na corte, no Rio de Janeiro. Num jantar oferecido em sua residência, conhece o médico Homero e vê nele o caminho para sua ascensão social. O problema é que Homero já é noivo da frágil Sophie e não demonstra nenhum interesse por Louise.

Inspirada por sua ambição, Louise tem a ideia de dizer que está grávida de Homero para forçar um casamento com ele, mas na verdade ela está grávida do feitor Bruno, funcionário da fazenda de seu pai. Louise leva essa ideia pra frente, causando enorme sofrimento aos seus familiares, a Homero e principalmente a Sophie, que acaba atentando conta a própria vida. Apesar de tudo, Louise continua demonstrando imensa frieza de sentimentos e termina esta fase do livro de acordo com seu merecimento.

A partir do capítulo 13, a história salta para o ano de 1971 e passa a contar uma nova encarnação de Louise, desta vez retornando como Camila, uma jovem pobre, que mora no sertão nordestino com seus pais e irmãos. Apesar de ter sofrido muito enquanto estava na erraticidade e de ter feito a proposta de se renovar espiritualmente, Louise/Camila continua ambiciosa. Cortez, um jovem escravo que trabalhava na fazenda de Amilcar, será seu guardião. Será que ele terá sucesso em tão difícil missão?

Além de Camila, conheceremos a inglesa Anne que se muda para o Brasil com a pequena Fay, fruto de um relacionamento acabado com Edward. Anne conhece Salviano (Homero) com quem acaba se casando. Salviano é um famoso advogado, que apesar de ter bom coração é vaidoso demais. Os destinos dessa família e de Camila irão se cruzar, pois a jovem consegue se mudar para o Rio de Janeiro e se forma em Direito, graças às suas táticas ardilosas e passando por cima de tudo e de todos.

Salviano é separado de Theodora, com quem teve Alícia. No decorrer da história, Alícia irá conhecer Marina e a Doutrina Espírita, levando alento à mãe e para outros personagens da trama.

Ficha Técnica:
Autor: Rose Elizabeth Mello   
Categoria: Romance
Paginas: 416

Comentário:
O livro é excelente! É daqueles que você lê sem parar. Os personagens são muito bem construídos e a cada capítulo conhecemos novas revelações. O tema central é a reencarnação e a Lei de Causa e Efeito. Nem todos os personagens estiveram juntos em vidas passadas e alguns sintonizam com espíritos infelizes devido às suas póprias más tendências e não devido a débitos pretéritos. Quando à arte gráfica, o conforto para leitura é total, com fonte grande e fundo branco.

Arte gráfica


Trecho:
Alícia olhou surpresa por sobre o próprio ombro direito e admirou-se:
-Tem um espírito ao meu lado? Pode vê-lo?
-Sim, é uma moça. E está com um semblante tão bonito! Ela está me relatando que inspirou seus bons sentimentos enquanto você discutia com sua mãe. Percebeu que tudo o que você queria era poder ajudar sua mãe, dizer-lhe algo que contribuísse para que ela pudesse melhorar a própria vida.  Ela a ajudou orientando e organizando seus pensamentos para que você falasse o que sentia em seu coração sem mágoas e sem agressões. Apenas a verdade dita com o amor de filha.
Alícia deixou-se cair sentada na areia úmida e olhava fixamente para Marina enquanto balbuciava as palavras com dificuldade:
-Meu Deus! Isso realmente aconteceu!

leia mais ►

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Os Dragões - Wanderley Oliveira e Maria Modesto Cravo

O livro Os Dragões é uma edição da Editora Dufaux, de autoria de Dona Maria Modesto Cravo ditado para o médium Wanderley Oliveira. Dona Modesta - como era chamada quando encarnada - foi uma grande missionária do espiritismo na cidade de Uberaba, MG e sempre está presente nas obras do Dr. Inácio Ferreira de quem é amiga desde a época em que trabalhavam encarnados no Sanatório Espírita de Uberaba.

Nesta obra, Dona Modesta aparece ainda encarnada e o Dr. Inácio é um jovem e promissor psiquiatra que a auxília nos trabalhos mediúnicos.Ela irá nos contar a história de Matias, um espírito atormentado que trabalhava para a comunidade dos dragões, constituída por entidades de grande força voltada para o mal. A comunidade dos dragões surgiu na época do grande exílio de Capela para a Terra. Espíritos revoltados, liderados por Lucifer, criaram o Vale do Poder a fim de combater o Cordeiro.
Embora a maldade já existisse nas almas  transmigradas  para o planeta em tempos imemoriais, vamos detectar a presença do mal na Terra como organização social a partir 10.000 anos atrás. Lúcifer, o  gênio  do mal, um coração extremamente vinculado a Jesus, estabeleceu o litígio inicial representando milhões de almas insatisfeitas com as consequências do exílio em outro orbe. Dominado pela  soberba que os expulsou das oportunidades de crescimento em mundos distantes, tomou como bandeira a prepotência de empunhar armas contra o Condutor da Terra, a fim de disputar, em sua arrogância sem limites, por quem ela seria dominada e controlada. Eis o motivo de uma história política, moral e espiritual que se arrasta há  milênios.  Tal enredo parece simples, entretanto, por agora, é o que posso lhes dizer na aquisição de noções mais nítidas acerca dos desafios que vos esperam nas tarefas junto à carne.
Dona Modesta também revela a ligação de Matias com o Sanatório Espírita de Uberaba e com a Noite de São Bartolomeu.
O Sanatório Espírita de Uberaba é o embrião de uma quitação da insana  Noite de São Bartolomeu,  em  24  de agosto de  1572,  em Paris. Nossa equipe trabalhará pelo erguimento de nossas próprias consciências à luz do Evangelho.
Além de muitas informações sobre a Doutrina Espírita da época, no capítulo 7 encontramos Dona Modesta desdobrada, em uma gira de Umbanda, a fim de compor uma equipe de socorro.
Tive de confessar, em um primeiro momento, meu preconceito. Guardava respeito pelas demais religiões, entretanto, nunca havia refletido sobre quem seriam e onde estariam as cartas vivas do Cristo. Por uma tendência natural asilei o despeito. Ainda bem que foi algo muito passageiro em meu coração, porque as experiências fora e dentro da vida corporal, cada dia mais, apresentavam-me uma realidade distante das ilusões que adulamos sob o fascínio impiedoso do orgulho na sociedade terrena dos mortais. (...) Partimos para o Centro Pai Guiné. Era um ambiente agradável em ambos os planos. Ao som dos atabaques, eram
cantados os pontos em ritmo vibratório de alta intensidade. Cada canto era como uma verdadeira queima de fogos de artifício. Uma bomba energética explodia no ar em multicores. (...) Uma energia colossal movimentou-se com a chegada do Exu Marabô. Os filhos-de-santo o saudavam com palmas rítmicas e pontos próprios da entidade. Muitos deles iam até Marabô, baixavam a cabeça em sinal de reverência à sua frente e batiam três palmas rítmicas na altura do abdômen do médium.
A obra traz muitas revelações sobre o submundo astral e sobre o trabalho dos abnegados amigos espirituais. O tema por si só é mais denso, pesado e a linguagem utilizada pela autora é bem detalhista, então não é um livro de leitura rápida, mas é essencial para os estudiosos do espiritismo.

A equipe de Dona Modesta trabalha sob a supervisão de Bezerra de Menezes e Eurípedes Barnaulfo, dois grandes baluartes do espiritismo no Brasil.

Ficha Técnica:
Autor: Wanderley Oliveira
Pelo espírito: Maria Modesto Cravo
Páginas: 520

Recomendo a leitura de uma entrevista concedida por Wanderley Oliveira à Revista Cristã de Espiritismo, onde o autor responde a algumas perguntas sobre o livro.


leia mais ►

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Romances Proibidos - Ariovaldo Cesar Junior e Fernandes de Almeida de Melo

Resumo: Romances Proibidos é um lançamento da Boa Nova Editora. Foi ditado pelo espírito Fernandes de Almeida de Melo para o médium  Ariovaldo César Júnior.

A história romanceada começa na década de 20, na cidade de Araraquara. Padre Augusto Maria não conseguia se prender ao dogma do celibato. Era sedutor e mantinha vários relacionamentos com mulheres de sua comunidade. Chegou até mesmo a engravidar uma trabalhadora rural, que deu a luz à pequena Estela - que por intervenção do padre foi adotada por uma abastada família de São Paulo.

Um tempo depois, o padre conquistador engravidou uma outra moça, Iracema, noiva do jovem Pedro, trabalhadores da fazendeira Beatriz, espírita convicta, que resolve acolher a moça e dar uma boa lição em Augusto. Beatriz mantinha reuniões mediúnicas em sua fazenda e Pedro era um dos participantes. Apesar da vontade de lavar sua honra colocando um fim na vida de Augusto, Pedro - inspirado pela espiritualidade - desiste do intento, perdoa sua amada e o casal se casa sob as bênçãos e auxílio de Beatriz.

Padre Augusto foge para São Paulo e começa a lecionar em um renomado colégio da capital paulista. Continua mantendo seus casos amorosos, até que conhece uma linda aluna e tenta seduzi-la. Qual não é sua surpresa quando descobre que a jovem é sua filha Estela! Diante de uma quase tragédia, Augusto se arrepende da vida que vinha levando, deixa a Igreja e se converte ao Espiritismo. Resolve se casar com a professora Florinda, com quem acaba tendo 4 filhos. Quase desencarna ao levar 2 tiros de uma ex-amante, mas consegue chegar aos 82 anos de idade, esforçando-se para ser um homem de bem.

Ficha Técnica:
Médium: Ariovaldo César Junior
Espírito: Fernandes de Almeida de Melo
Editora: Boa Nova
Romance - 288 págs.

Comentário:
Trata-se de um livro de fácil e agradável leitura. A narrativa é leve e descontraída, com algumas informações sobre a Doutrina Espírita na década de 20. A letra (fonte) é grande e confortável, com boa diagramação. Gostei muito da história. Recomendo.

Trecho:
O arrependimento, quando sincero, dá início à vontade de melhorar-se. A vontade é a maior força do universo. É a energia que move montanhas, segundo nos ensinou Jesus. No entanto, o processo de mudança interior pode gerar a culpa, o complexo de culpa, pelo reconhecimento das faltas cometidas. Sempre que alguém não pratica as Leis de Deus está fazendo o mal, está errando. Como as Leis de Deus estão escritas na consciência, dizem com precisão quando o indivíduo erra, para que possa, se quiser, corrigir-se, regenerar-se. A ação da consciência é o maior estímulo à evolução do Espírito. É um ato interior, íntimo, exclusivo da criatura, que estimula o crescimento espiritual, que se completa com a cessação das falhas e a reparação dos prejuízos que causou. Sem a reparação não há progresso. Semear é uma questão de livre-arbitrio, mas colher é obrigatório, é da Lei. De que maneira o professor poderia reparar os desvios cometidos? Fazendo todo o bem ao seu alcance e não errando mais, praticando boas ações, até o limite de suas forças. (páginas 238 e 239)
leia mais ►

sábado, 5 de julho de 2014

Zé Pelintra, a revelação - Marcel Oliveira

Foi lançado nesta semana o e-book Zé Pelintra, a revelação, obra psicografada pelo sacerdote umbandista Pai Marcel Oliveira. O livro será distribuído de forma online, irrestrita e gratuita, em formato PDF e contará com uma segunda parte.

Conforme nos conta neste livro, Marcel Oliveira vem de família umbandista e aos 16 anos teve sua primeira incorporação com a entidade Zé Pelintra, causando espanto no terreiro onde frequentava. Passou alguns anos entre estudos e desenvolvimento mediúnico e hoje dirige o Templo Mãe Divina , localizado na cidade de São Paulo.

Zé Pelintra é uma entidade que trabalha na Umbanda e se apresenta geralmente com um terno branco, gravata vermelha, chapéu com uma fita vermelha e com um cigarro na mão. É considerado advogado dos pobres, catimbozeiro, mestre da Jurema.

Utilizando de uma linguagem simples e de fácil compreensão, Pai Marcel fornece esclarecimentos sobre esta entidade tão pouco compreendida dentro da Umbanda. Zé Pelintra seria um malandro ou marginal? A entidade costuma vir na linha de Exu ou de baianos? Quais são os mistérios e a regência da falange de Zé Pelintra? Por que o uso de simbolismos e talismãs? Onde mora Zé Pelintra? Existe um Zé maioral?
Sr Zé é tão maravilhoso que quando entramos em contato com ele, ele nos vivifica e coloca nossos potenciais e virtudes para fora, fazendo-nos sentir que a vida é maravilhosa e que somos parte do todo de Deus, portanto, também somos maravilhosos.(pg 33)
Zé Pelintra, a revelação - download gratuito - clique aqui

Encontrei no Youtube uma entrevista muito bacana, feita pelo Jeferson Viscardi com o Sr. Zé Pelintra, no Canal Diálogo com os Espíritos. Vale a pena conferir! Trata-se de uma entidade cheia de sabedoria e com muito amor pela humanidade. Salve Seu Zé!

leia mais ►

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Amor além de tudo - Inácio Ferreira e Wanderley Oliveira

Resenha: Amor além de tudo é um lançamento da Editora Dufaux. Trata-se de uma obra do Dr. Inácio Ferreira enviada através da psicografia de Wanderley Oliveira.

Neste livro, o querido Dr. Inácio está trabalhando no hospital Esperança - citado na obra Fala Preto Velho - juntamente com Manoel Roberto e Dona Modesta, personagens presentes em suas narrativas ditadas ao médium Carlos Baccelli.

Entre um atendimento e outro a seus pacientes ou uma prosa com seus confrades, Dr. Inácio traz inúmeras reflexões sobre o atual movimento espírita - que considera dividido entre conservadores e renovadores - bem como fornece informações importantes sobre a vida no Mundo Espiritual.
Conservadores cumprem a tarefa de orientar o caminho pela estrada pavimentada. Renovadores cumprem a tarefa de mostrar outros caminhos que levam ao mesmo lugar. (página 31)
Fornecer críticas construtivas sobre o movimento espírita é uma característica do Dr. Inácio, o que acabou lhe trazendo muitos fãs mas também muitos e ruidosos adversários.

No capítulo 4, por exemplo, Dr. Inácio descreve o caso de Marcondes, um homem que foi um grande líder do movimento espírita e que agora encontra-se internado no hospital Esperança, sofrendo de "delírio de grandeza" e com seu corpo mental inferior preso na casa espírita que dirigia. No diálogo entre o médico e o paciente, encontramos muitas lições. Cito aqui o trecho onde Marcondes demonstra seu desprezo pelos irmãos umbandistas e as orientações que recebe do Dr. Inácio.
- Então pra você umbandista é atrasado?
-E não é? Podemos até considerar a umbanda como um degrau ao espiritismo, mas isso não tira dos umbandistas a condição de inferioridade em relação aos espíritas.
-Marcondes, será que você se esqueceu por qual motivo saiu das alas de educação aqui do hospital?
-Por conta daquele terreiro de perturbados que vocês mantém aqui. Umbanda no mundo espiritual é demais para mim! (...)
Abra seus olhos meu irmão. Sua interpretação não representa a verdade. Você age como se representasse Deus. Liberte-se dessa arrogância, dessa vontade de querer centralizar e controlar tudo (...) Existem muitas pessoas afirmando trabalhar pelo espiritismo nessa condição: amam a causa e detestam quem não vive conforme seus padrões de entendimento. Isso é loucura!
Temos ainda o caso de Farias, que guardava grande mágoa dos "irmãos espíritas" pois enquanto encarnado perdeu um importante cargo na federação, pois queria unificar o ideal espírita
- Eu sinto ódio Doutor (...) ódio, ódio, ódio! (página 57)
Vencer a dor da mágoa e superar a ilusão de ser vítima da vida é um desafio aceito por poucos. Vencer a carapaça do egoísmo e olhar para si com realismo é doloroso.
No capítulo 7, Dr. Inácio irá conhecer Frederico, um médico xamã, especialista em tratamento de cordões energéticos através da física quântica. E adivinhem quem irá passar por este tratamento? O Marcondes, após entrar em coma.

Também temos o caso de Estela, cujo corpo mental inferior está preso ao espírito de Igor, que viria a ser seu filho aqui na Terra. Em um atendimento com o Pai João de Angola, a equipe espiritual desliga estes dois espíritos, trazendo alívio para ambos.

Ficha Técnica:
Médium:Wanderley Oliveira
Espírito:Inácio Ferreira
Gênero:Romance
Páginas:252

Comentários:
O Dr. Inácio já é bastante conhecido no meio espírita através dos livros ditados ao médium Carlos Baccelli. Alguns leitores podem estar se questionando se esta obra é realmente do Dr. Inácio. O Baccelli, via facebook , deixou o seguinte esclarecimento:
ESCLARECIMENTO PÚBLICO: Diante dos muitos questionamentos que, estando eu atualmente em jornada doutrinária no Exterior, me têm me chegado do Brasil, da parte de diversos amigos, esclareço que nada sei a respeito de o médium Wanderley Oliveira estar psicografando obras atribuídas ao espírito Dr. Inácio Ferreira. Creio que qualquer questionamento neste sentido deve ser dirigido a ele, e não a mim, ou ao próprio Dr. Inácio Ferreira.  Carlos A. Baccelli
Eu tenho o prazer de dizer que li todos os livros do Dr. Inácio e, a meu ver, trata-se realmente do mesmo espírito, com seu jeito irreverente e bem-humorado, sempre alfinetando os espíritas que insistem em agir como clérigos da Igreja Católica (ou como os neopentecostais), presos num fundamentalismo desnecessário e nada compatível com a linda doutrina de amor pregada por Jesus e codificada por Kardec.

A grande lição deste livro é que devemos amar e amar muito, sempre e a todos os irmãos de jornada, respeitando o momento evolutivo de cada um.

Quanto a diagramação, fiquei impressionada com o capricho da parte gráfica. Claro que o conteúdo é sempre mais importante, mas quem não gosta de conforto visual? Fontes grandes, fundo branco e lindas imagem compõem esta obra.

Sumário do livro Amor além de tudo

Capítulo 5
Tendo por base o egoísmo como doença milenar na Terra, o apego às crenças, às concepções e aos pontos de vista é o caminho emotivo por onde transita uma das mais aprisionantes doenças construtores de cordões energéticos nocivos: a mágoa. Essa é uma doença severa, que amargura a alma e atormenta a mente na alimentação dos cordões destrutivos. É muito mais intensa e comum do que se pode imaginar, sendo origem de um leque enorme de doenças orgânicas e perispirituais.

leia mais ►

Arquivo do blog

  ©Blog do Livro Espírita | Todos os direitos reservados | Template exclusivo Dicas Blogger