sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Os Nephilins - Robson Pinheiro e Angelo Inácio

Lançamento da Editora Casa dos Espíritos, Os Nephilins é a mais recente obra do espírito Angelo Inácio através da mediunidade de Robson Pinheiro. O livro fala sobre a origem do planeta Terra, antes chamado de Tiamat, e é inspirado nas Sagradas Escrituras.

Muitos de nós espiritualistas conhecemos a história dos espíritos recalcitrantes que foram enviados de Capela para a Terra, a fim de evoluírem em sua conduta moral. Ângelo Inácio agora revela que antes da chegada dos exilados de Capela, para cá foram trazidos milhares de espíritos deportados de outros planetas e que entre eles estavam os dragões ou daimons - já citados em outros livros do autor ( A Marca da Besta e Os Guardiões).

Utilizando de sua já conhecida linguagem detalhada e descritiva, Ângelo nos oferece uma história fantástica. Como ele mesmo diz no prefácio:
Este livro trata de um conhecimento inspirado nos livros sagrados apenas; não se trata de ficção nem de fantasia, embora, para muita gente, a história da humanidade, tal como é conhecida do lado de cá da vida, possa levar a conclusões inevitáveis que muitos podem considerar incríveis ou de difícil assimilação. (...) Das brumas do tempo, de eras remotas, surgem fatos registrados nos anais do mundo. (prefácio)
Dentre os temas abordados em Os Nephilins estão a manipulação genética, exobiologia, vida extraterrestre, viagens a outros mundos, universos paralelos e protogênese.

Foram sete as castas de degredados "annunakis" que aportaram no planeta Terra em naves espaciais: cherubs, refains, eloins, emins, anaquins, olmalains e marducai. Muitas destas castas eram compostas por espíritos amorais, cientistas e especialistas em dominação mental. Na Bíblia encontramos:
Os emins dantes habitaram nela; um povo grande e numeroso, e alto como os gigantes.
Também estes foram considerados gigantes como os anaquins; e os moabitas os chamavam emins.(Deuteronômio 2: 10-11)
 No meio destas consciências amorais, estavam o maioral nº1 e seus 12 escolhidos.

No capítulo 2 encontramos a intervenção da equipe do Arcanjo Miguel a fim de evitar maiores catástrofes no 5º planeta, após uma revolta dos filhos de Nibiru.
Miguel resolveu intervir de forma mais direta, não mais postergando qualquer ação. Em torno do quinto planeta já estava a postos sua comitiva de guardiões, de agentes da justiça sideral que vigiavam, entre mundos, os eventos cósmicos daquela época recuada, no passado remoto da humanidade que viria a habitar Tiamat (pg 111)
 Tiamat foi então considerado um "mundo prisão".

Nas páginas 128 e 129 encontramos citações sobre o extinto continente de Lemúria, descrito como um conglomerado de laboratórios dedicados à pesquisa do bioma humano.

Os guardiões então resolveram construir bases espaciais para melhorar vigiar este novo mundo. Algumas dessas bases se encontram até hoje na lua. De lá intuíram os degredados a construirem as pirâmides, com o intuito de abastecerem suas naves espaciais com energia solar.

Segundo Ângelo Inácio, tudo isso está registrado nos anais de eras remotas e na mente das consciências que viveram nestes dias.

Com a chegada do povo de Capela, deu-se início a uma guerra entre os annunakis e os capelinos. Desta guerra aconteceram novos cataclismas e o fim de uma civilização.
Uma estrela desceu do céu, rasgando a escuridão da noite, e balançou para sempre as estruturas físicas e psíquicas, a contraparte astral e energética do mundo antigo. Levou aquela civilização ao fundo dos mares. (pg 294)
A partir do Capítulo 6, aparecerão personagens já conhecidos de outros romances, tais como Raul, Irmina, Kiev, Jamar e Anton que irão participar de um mergulho na mente de um daimon, através de projetores holográficos e irão conversar com os annunakis, que são  extra-terrestres que auxiliam na evolução humana. Segundo o autor, estes seres possuem várias bases submersas em nosso planeta, utilizam-se de naves espaciais e se comunicam frequentemente com os governantes dos países mais poderosos.

Assim como outras obras de Ângelo Inácio, este livro não é de fácil leitura. Precisei fazer anotações para não me perder no meio da história, que realmente pode parecer uma obra de ficção cinetífica. Mas o autor afirma que tudo que foi descrito é real e que os filhos das estrelas, Os Nefhilins, estão voltando e que é preciso compreendermos sua atuação junto às nações da Terra.

Ficha Técnica:
Gênero: Romance mediúnico
Ano de lançamento: 2014
Páginas: 480

E você, vai pegar carona neste disco voador?

leia mais ►

sábado, 29 de novembro de 2014

O lado oculto da Transição Planetária - Maria Modesto Cravo e Wanderley Oliveira

Lançamento da Editora Dufaux, esta obra foi escrita por Maria Modesto Cravo, a Dona Modesta, através da mediunidade de Wanderley Oliveira. Dona Modesta nasceu e viveu na cidade de Uberaba, MG e era médium no Sanatório de Uberaba e na União da Mocidade Espírita de Uberaba; está presente na maioria das obras do Dr. Inácio Ferreira, sendo sua grande amiga e conselheira. Desencarnou em 1964 e vem trabalhando incansavelmente no Mundo Espiritual em benefício da humanidade.

Em O lado oculto da transição planetária, Dona Modesta nos mostra o funcionamento do GEF - Grupo Espírita Fraternidade - ligado ao Hospital Esperança fundado por outro grande baluarte do espiritismo no Brasil, Eurípedes Barnaulfo. Auxiliada pelo Dr. Inácio, Dr. Bezerra de Menezes e pelo Irmão Ferreira, Dona Modesta irá - como muito amor de dedicação - administrar conflitos existentes junto aos dirigentes e corpo mediúnico da citada casa espírita.

Maurício e Elvira são os dirigentes do grupo. Apesar de possuírem boa índole, estão ainda muito presos ao "purismo doutrinário" e acabam se opondo a algumas mudanças propostas pela espiritualidade. Paolo é um médium estudioso e que incorpora o Dr. Inácio Ferreira a fim de realizar curas físicas, mentais e espirituais.

O livro começa com um caso de magia negra, ou goécia como vem sendo chamado tal processo atualmente. Cibele chega ao GEF acompanhada de seus pais, bastante perturbada. Dr. Inácio vê que ela foi alvo de quimbandeiros; a magia foi encomendada pela esposa do amante de Cibele. Com a ajuda do grupo do Irmão Ferreira, Dr. Inácio desfaz o "trabalho feito" e inicia um processo terapêutico com a paciente. Irmão Ferreira é quem comanda a guarda desta casa espírita e ele é ninguém mais ninguém menos do que o espírito de Lampião, o Rei do Cangaço. Na página 27 encontramos a seguinte nota:
Tendo vivido as lides do cangaço brasileiro, pernoitou longos anos de sofrimento em psicosferas pestilentas, adquirindo vasta experiência sobre a maneira de atuação nas trevas. Após esta etapa, resgatado a pedido de Jesus e destinado a Bezerra de Menezes e Eurípedes Barnaulfo, passou a compor o esquadrão dos servidores no Hospital Esperança.
Lembrando que na Umbanda existe a linha de trabalho dos cangaceiros e uma de suas falanges é dirigida por Lampião.

No capítulo 3, Dona Modesta aproveita o desdobramento durante o sono físico de alguns médiuns para passar-lhes alguns alertas. Para Suzana, a benfeitora aconselha que a médium evite ser tão controladora, mostrando que tal atitude interfere em seu contato com o mundo espiritual.
A pessoa controladora tem um tipo emocional que absorve tudo que é dos outros para si. Ao fazer o movimento íntimo de podar, vigiar e manter sob vigília com excessiva intensidade a vida de quem ama, o controlador puxa para si o peso das lutas alehias como se mantivesse uma coleira afetiva sobre as pessoas. Por meio dessa conexão enfermiça carrega em sua aura espessa camada de potencial energético pertencente ao outro. Pg 74

Nos capítulos seguintes, a equipe espiritual vai lidar com um caso que  infelizmente ainda é muito comum em centros espíritas e que a meu ver não deveria ser assim. O atuante médium Paolo convida os dirigentes Maurício e Elvira e a colega Suzana para uma festa em sua residência. Com sua espontaneidade habitual, informa que irá se casar em breve com seu companheiro Carlos. Suzane fica exultante e comemora, enquanto os 2 dirigentes se mostram chocados frente a revelação de Paolo. Na festa, Maurício e Elvira não conseguem relaxar e acabam indo embora mais cedo. Acreditam que Paolo está obsediado e decidem pedir orientação a uma federação espírita. João Cristóvão, o presidente, também se mostra homofóbico e os orienta a afastar o rapaz dos trabalhos mediúnicos, chegando mesmo a propor um "tratamento" dentro da tal federação.

No capítulo 5, intitulado "Mediunidade e Homossexualidade", Dona Modesta nos explica que a homossexualidade NÃO  é um desvio de caráter e muito menos um caso de obsessão, mas sim um estágio evolutivo do espírito. Revela ainda que a união de Paolo e Carlos já foi combinada no plano astral antes do casal reencarnar.
Não é a orientação sexual que determina a energia e as companhias espirituais. É a forma de viver, o expressar do sentir e do pensar é que moldam a aura do ser humano, seja ele negro, homossexual, muçulmano, católico, baixo, alto, velho ou novo. Enfim, não são os rótulos humanos que servem de distintivo para vermos e tomarmos contato com Deus Pai e com nosso deus interno, em forma de sabedoria e grandeza espiritual. Pg 129
A atitude preconceituosa de Maurício vinha de seus próprios conflitos sexuais. Casado e pai de 3 filhos, Maurício sempre teve desejo por outros homens e buscou na Doutrina Espírita e num comportamento super rígido uma forma de reprimir seus sentimentos. Não deu muito certo, assim como vemos diariamente acontecer com homofóbicos e fundamentalistas de plantão ;)

Temos ainda um capítulo dedicado ao Irmão Ferreira e outro sobre os tipos de defesa nos serviços com o submundo astral, além de uma entrevista com Dona Modesta.

Bom, eu AMEI este livro. Li em menos de 1 dia. Tenho predileção por livros que mostram a contraparte espiritual de casas espíritas e que contenham uma visão mais universalista sobre a vida espiritual. Não acredito que Kardec desejava o tal "purismo doutrinário", visto que o querido codificador era antes de tudo um estudioso, educador e cientista. Na minha modesta opinião, o que vale é a intenção e o amor no trabalho voltado à caridade. Então, as ideias apresentadas neste livro vieram totalmente de encontro com minhas concepções. Dona Modesta nos mostra em diversos momentos os perigos da ortodoxia.
João Cristóvão é um retrato do nosso passado religioso que ainda teima em dominar. Dirige uma instituição que tem compromisso com a doutrina, mas despreza o amor e o respeito ao semelhante que não se encaixa nos padrões aprovados por essas organizações. É o amor na cabeça tomando forma de poder. Até quando amaremos o Espiritismo sem amar o nosso próximo e suas diferenças? Pg 103
O livro possui 288 páginas, com letras grandes e confortáveis, arte gráfica de primeira qualidade e foi prefaciado pelo Dr. Bezerra de Menezes que, carinhosamente, nos convida a servir  neste momento tão delicado de transição planetária.
Nesse momento, em que os tutores celestes lançam seus olhares e suas ações para que as trevas sejam iluminadas pelas forças do amor, os aprendizes do Evangelho são chamados para se alistarem nas frentes destemidas de trabalho e socorro.
Irmãos, mais amor e união, menos melindre e muito trabalho! Que assim seja. Amém. Axé!
O lado oculto da transição planetária - capítulos

leia mais ►

sábado, 22 de novembro de 2014

Umbanda não é Macumba - Alexandre Cumino

Lançamento da Madras Editora, Umbanda não é Macumba. Umbanda é religião e tem fundamento é uma obra de autoria do sacerdote umbandista Alexandre Cumino, filho espiriritual de Rubens Saraceni, fundador do Colégio de Umbanda Sagrada Pena Branca e tutor ministrante do famoso curso de Umbanda Sagrada da plataforma de ensino à distância Umbanda EAD.

Umbanda não é Macumba nos traz uma coletânea de textos de Cumino, que foram publicados originalmente no Jornal de Umbanda Sagrada (JUS). O autor se propõe a explicar o que realmente é macumba, a diferenciar a Umbanda de outras religiões mediúnicas e a mostrar um pouco dos preceitos básicos da religião e de como a mesma surgiu em 1908, aqui no Brasil, através da mediunidade de um jovem de 17 anos de idade, Zélio Fernandino de Morais que incorporou o Caboclo das 7 Encruzilhadas em uma reunião na recém criada Federação Espírita de Niterói.

Na introdução, Alexandre escreve que "este é um livro ideal para quem nunca leu nada sobre Umbanda. Foi pensado no leigo e no curioso que este livro foi escrito" (...) Aqui se encontram conceitos-chave e básicos da religião; por isso se destina também a educadores e estudantes. (...) Boa parte dos textos que aqui estão foi publicada no Jornal de Umbanda Sagrada ou na Revista Espírita de Umbanda. Quase todos os textos foram reescritos para se adequar ao contexto desta pequena obra."

Destaco aqui um dos capítulos que considerei mais importante: Umbanda é religião e tem fundamento, no qual o autor enumera os principais fundamentos umbandistas:
  1. a Umbanda não foi codificada; 
  2. a Umbanda  não possui uma Bíblia; 
  3. a Umbanda não tem 10 mandamentos; 
  4. a Umbanda não tem 7 pecados capitais; 
  5. a Umbanda não possui dogmas;
  6. a Umbanda não tem tabu; 
  7. a Umbanda não tem segredos; 
  8. a Umbanda não é uma tradição oral; 
  9. a Umbanda não é apenas sincretismo religioso; 
  10. a Umbanda não é uma seita, é religião; 
  11. a Umbanda surgiu da necessidade de uma nova realidade espiritual;
  12. as práticas de Umbanda são milenares;
  13. cada templo umbandista possui autonomia ritualística.
No capítulo seguinte, Fundamentos da Umbanda, encontramos ainda mais detalhes, que foram divididos em:
  1. fundamentos doutrinários ou filosóficos
  2. fundamentos litúrgicos ou ritualiísticos
  3. fundamentos estruturais ou materiais
Cumino mostra uma religião livre, repleta de diversidade, sem preconceitos, pronta para receber filhos de todas as vertentes. Uma religião que mescla o culto aos Orixás com os santos católicos e com espiritismo kardecista, com anjos e arcanjos, com pretos-velhos, caboclos, crianças, baianos, boiadeiros, marinheiros, cangaceiros, orientais, exus, pombas-giras, ciganos, ciganas e juremeiros. E insiste que estudar é preciso. Que quanto mais conhecermos a religião, melhores filhos de fé seremos.

O livro possui 192 páginas e a linguagem é simples e de fácil compreensão. Recomendo!

No vídeo abaixo temos uma resenha bastante divertida deste livro, feita pelo pessoal do site Conversa entre Adeptus

leia mais ►

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

França, um romance no tempo dos Cátaros - Mônica Dabus pelo espírito Liz

Lançamento da editora CEAC, França um romance nos tempos dos Cátaros conta uma parte da história do catarismo, um movimento religioso surgido em meados do século XII com o intuito de vivenciar o Cristianismo puro. Os cátaros se opunham aos esquemas da Igreja Católica, com suas vendas de indulgências e a vida desregrada de padres e bispos à época. Foram considerados hereges e perseguidos pelos exércitos que se diziam representantes de Cristo na Terra.

Era uma época em que o Evangelho vinha sendo descaracterizado pelos lideres eclesiásticos e a Espiritualidade Maior decidiu designar espíritos para reencarnarem com o nobre propósito de retomar a verdadeira fé cristã. O casal Annie e Pierre estavam entre os escolhidos. Vivendo em Languedoc, região sul/sudoeste da França, eles professavam sua fé com grande alegria.

Catherine, sobrinha de Annie, não compartilhava da harmonia do lar, onde vivia com seus tios e o pai Julio. A mãe Claire havia desencarnado no seu parto e Catherine culpava a família de Raoul, seu sogro e seu verdadeiro pai.  Catherine gostava de Matheus, mas acabou por se casar com o filho de Raoul, Jerônimo, um jovem impetuoso e mulherengo. Foi morar em seu castelo, porém entediada com a nova vida, voltou a se relacionar às escondidas com Matheus, de quem engravidou.

Annie, médium, sempre recebia orientações espirituais acerca dos dramas da família. Já naquela época, se reunia com outros bons cristãos em reuniões semelhantes ás de desobsessão dos tempos atuais. Sabia que deveria ajudar a sobrinha a assumir seu casamento e o papel de mãe, tarefa árdua, já que a mesma era voluntariosa e nutria um profundo desejo de se vingar de toda a família de Jerônimo.

Paralelamente à história dessa família, os ânimos viviam exaltados com o crescimento da nova fé, incomodando o Papa Inocêncio III, que queria o fim dos cátaros. Originou-se daí a triste Cruzada Albigense. Segundo a Wikipedia:
A guerra, que se desenvolveu em várias fases, começou com o confronto entre os exércitos de cruzados súditos do rei Filipe Augusto da França com as forças dos condes de Tolosa e vassalos, provocando a intervenção da Coroa de Aragão, que culminou na batalha de Muret

Ficha Técnica:
Médium: Mônica Dabus
Espírito: Liz
Gênero: Romance
Páginas: 352

Comentário: 
A história é empolgante e prende a atenção. Eu, particularmente, adoro romances históricos e fiquei com a impressão que o catarismo foi um movimento precursor do espiritismo. A diagramação é boa, com fonte grande e confortável. Recomendo.

Trecho:
Convivemos com os bons cristãos. E o que presenciamos senão atitudes e posturas respaldadas em sentimentos elevados, testemunhos irepreensíveis de amor ao próximo e humildade? E o que estes nobres do norte desejam? Que enverguemos as vestimentas de cruzados, empunhemos nossas espadas, para dizimar aqueles de denominam hereges? Despem-se dos ensinamentos do Cristo! Preferem os campos de batalhas às tarefas junto aos humildes, aos deserdados. (pg 178)

Book Trailler:

leia mais ►

A verdade além das aparências - Samuel Gomes

Lançamento da Editora Dufaux, A Verdade Além das Aparências: o universo interior é de autoria de Samuel Gomes, psicólogo, psicoterapeuta transpessoal, espírita e professor,

Trata-se de um livro que aborda a importância do autoconhecimento como caminho para nos libertarmos das dores e aflições emocionais, construindo uma vida mais tranquila e plena, sem o peso do passado e a ânsia pelo futuro.

O autor escreve sobre o caminho que ele próprio percorreu em busca do conhecimento íntimo e utiliza de perguntas e respostas que fazem o leitor refletir sobre o seu lugar no mundo; faz uso também de  citações de autores espirituais tais como Emmanuel, Joana de Ângelis e André Luiz, bem como de suas vivências como psicoterapeuta.

Trata-se de um livro de auto-ajuda de conteúdo espiritualista. Tem uma ótima diagramação, proporcionando conforto na leitura.


Ficha Técnica:
Título: A Verdade além das aparências
Autor: Samuel Gomes
Gênero: Auto-ajuda
Páginas: 272

Trechos:
Ao longo da minha vida, sempre fui um pesquisador intelectualizado, fortalecido, ainda, pelo fato de já ter recebido orientações espirituais na família, Sentia-me bem com esta característica, acreditando ser bem sucedido (...) Em certo estágio de minha vida, meus pensamentos intensos e minhas emoções perturbadoras dominavam meu mundo íntimo. (...) Descontente com minha situação, uma necessidade íntima começou a se manifestar em mim. Uma nova consciência estava emergindo sem que eu identificasse sua origem, impulsionando-me a mudar. Esse livro é fruto desse descobrimento.
Ao contrário do que dizem, não somos um papel em branco no qual novas experiências marcam e fixam seus valores. De nossas vidas anteriores, trazemos vários aspectos, atributos, experiências e forças que nos caracterizam atualmente e direcionam nosso modo de viver há milênios.
Deus está em nós ou nós somos parte de Deus?
Nenhuma das duas coisas, na verdade. Essas são duas falsas impressões que obtemos quando não investigamos profundamente estes questionamentos. Não somos parte de Deus e, da mesma forma, só saberemos quem é Deus quando sentirmos que ele passa por nós.

leia mais ►

domingo, 12 de outubro de 2014

Evangelho Fácil - Luis Hu Rivas

Sinopse: O que é o Evangelho? O que ensina? Como o Evangelho pode melhorar a minha vida? Quem são os Espíritos Puros? O que é o "reino dos céus"? Qual é a relação entre o Cristo e o Espiritismo? Podemos ser anjos? Qual a importância do Amor, Humildade e Caridade? Quem é a "Besta do Apocalipse"? Quem foi Jesus? E Krishna, Buda, Sócrates, Confúcio?
Lançamento da Boa Nova Editora, Evangelho Fácil é uma obra de autoria de Luis Hu Rivas. Em formato de revista, este livro tem como objetivo explicar o Evangelho à Luz do Espiritismo através de breves informações textuais e muitas ilustrações gráficas. Seu autor é designer gráfico e estudioso do espiritismo desde os 17 anos de idade. Devido a facilidade com a arte, seu trabalho teve um resultado visual muito bonito, sem deixar de lado importantes temas da Doutrina Espírita.

Penso que se trata de um livro muito legal para dar de presente e também para ensinar crianças e adolescentes sobre o evangelho, devido à riqueza das ilustrações.
Clique nas imagens para ampliar
O livro tem 44 páginas e está à venda no site da Editora Boa Nova. Clique Aqui.

Além desta obra, Luis Hu lançou - no mesmo formato - Espiritismo Fácil, Reencarnação Fácil, Quiz Espírita, Crianças Médiuns, Nosso Lar, entre outros. Conheça o site do autor.


leia mais ►

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Reza Forte - Pai Tomé, Ramatis e Norberto Peixoto

Sinopse: A umbanda é universalista, eclética e abrangente, como a tônica original da mensagem de Jesus contida em seu sublime Evangelho. Em Reza Forte, Ramatís une-se novamente a Pai Tomé para, desta vez, delinear uma abordagem profunda das práticas mágicas populares que escravizam os cidadãos a um sistema de trocas com o Sagrado, fazendo ambos importantes alertas de esclarecimento à luz dos ensinamentos libertadores de Jesus. Neste momento de transição planetária, em que urge a germinação definitiva do amor crístico no coração dos homens, a fim de que se possa mudar padrões de condutas equivocadas e alcançar a Terra Renovada, a umbanda vai gradativamente revendo ritos e cerimoniais distorcidos de suas genuínas raízes africanas pela atuação de sacerdotes interesseiros e venais, cumprindo assim a sua destinação espiritual traçada pelo Alto para o Terceiro Milênio.
Lançado em 2013 pela Editora do Conhecimento , Reza Forte - a Umbanda com Jesus é a mais recente obra de Ramatis enviada pela mediunidade de Norberto Peixoto. Seguindo os moldes de seus livros anteriores, cujo formato é de perguntas e respostas, Ramatis - juntamente com Pai Tomé - irá desvendar alguns mistérios da prática umbandista, analisando-os sob a ótica do Evangelho de Jesus, incentivando algumas mudanças em rituais que considera desnecessários nos dias atuais.

Os temas abordados são:
  1. jogos de búzios, predições e métodos advinhatórios
  2. pretos-velhos, caboclos, orixás, encantaria
  3. liturgias e cânticos
  4. transe de possessão
  5. cavalo de santo
  6. velas, conjuros, boris e ebós
Ficha Técnica: 
Título: Reza Forte
Autores: Ramatis e Pai Tomé
Médium: Norberto Peixoto
Páginas: 144

Comentário: Bom, eu li todos os livros de Ramatis, tanto da época do médium Hercílo Maes quanto com o Norberto Peixoto. Sempre me afinizei com suas ideias. Mas confesso que tive dificuldade para terminar Reza Forte. Além da fonte pequena e muito desconfortável, o conteúdo não prendeu minha atenção. Os primeiros 4 capítulos foram os mais difíceis por serem muito filosóficos. Depois - ao entrar nos temas da liturgia umbandista - melhora um pouco. O capítulo que mais gostei foi "Cavalo de Santo - o médium e sua transformação espiritual na prática da mediunidade de terreiro". Ramatis e Pai Tomé explicam como que cada linha de espíritos - caboclos, pretos-velhos, Exu e linha do oriente - contribuem para a reforma íntima do próprio médium.

Trecho: 
Ao incorporar o "seu" preto velho no terreiro, o médium vai solidificando em si o amor, a paciência, a humildade, enfim, aprende a escutar o outro (...)
Ao vivenciar a "possessão" pelo caboclo, o médium é ensinado a ter disciplina, respeito à hierarquia, a valorizar a liberdade de expressão, conhecendo seu próprio poder de realização pessoal. (..)
Nos trabalhos iniciais com exu, inevitavelmente a ganância, a vaidade, a soberba, a ira, o ciúme, os medos indizíveis, o orgulho, a inveja, o egoísmo, aspectos negativos da estrutura psicológica do médium, vão aparecer e vir à tona (...)
Dentro da diversidade vivenciada nos terreiros, muitas linhas de trabalho foram criadas e aceitas pelo Alto como um processo saudável de inclusão espiritual (..) todos irmanados em um único propósito: servir ao próximo. (pgs 88 e 89)
leia mais ►

  ©Blog do Livro Espírita | Todos os direitos reservados | Template exclusivo Dicas Blogger