Tambores de Angola - Angelo Inácio/Robson Pinheiro

Tambores de Angola - Angelo Inácio/Robson Pinheiro

6 10 99
Tambores de Angola - Angelo Inácio/Robson Pinheiro 10 6 99

Resumo: No início o livro narra o relato de um médium, contando a sua experiência extrafísica quando entrou em coma logo após realizar uma cirurgia. Após alguns dias, já em casa, com apenas algumas horas de alta do hospital, é procurado por um de seus guias para psicografar o livro Tambores de Angola.

O livro conta a história de Erasmino, que sofre obsessão grave de entidades maléficas. A ajuda vem de sua mãe, que desesperada com a situação do filho o conduz a um centro de Umbanda, sobre o qual ela também desconhece. Nessa parte do livro, é explicada toda a origem da Umbanda, seus fundamentos e rituais, dando-se ênfase aos Pretos Velhos. Através do tratamento a Erasmino a equipe espiritual localiza o reduto do mal. Que é um “prédio” todo equipado e ocupado por espíritos que cobram e trabalham para espíritos resolutos na intenção de vingança, obsediando as pessoas. Então é traçado um plano pela equipe para destruir esse “prédio”. E com a ajuda dos Exus, Pretos Velhos e muitas outras entidades, todos comandados pela preta velha vovó Catarina, conseguem destruí-lo encaminhando muitos espíritos à Senda do Bem.

Erasmino já recuperado, continua o tratamento meio a contragosto e por desconhecer o espiritismo demonstra grande preconceito contra a Umbanda. Nesse ponto é esclarecido por um amigo espírita que lhe explica todo o trabalho de Allan Kardec, a doutrina espírita e até da Umbanda. Começa então Erasmino a estudar e a fazer parte de um Centro Kardecista, onde desenvolve com o tempo um grande trabalho mediúnico. E nessas sessões de tratamento à entidades sofredoras, um espírito relata sua perseguição, seu ódio e vontade de vingança contra um homem que lhe havia feito muito mal no tempo da escravidão, deixando-o na mais completa miséria, roubando-lhe a esposa e as filhas abusando-as sexualmente, além de ter-lhe trapaceado no tráfico de escravos dos quais eram sócios.

O grupo de médiuns presidido por Erasmino, tenta exaustivamente dissuadir o espírito sofredor que continuava firme no propósito de vingança. Somente após várias sessões de tratamento, o espírito é encaminhado sem revoltas. Mas antes é interrogado por Erasmino, que muito envolvido com a história, não mais se continha em querer saber o nome do homem que no passado lhe havia feito tanto mal. O livro termina com um Erasmino totalmente modificado não só pelos fundamentos espíritas, mas também por saber que o homem que causara tanto mal aquele espírito em outras encarnações, fora ele próprio.

Comentário: Este foi o livro que me fez ficar encantada com a dupla Robson Pinheiro e Ângelo Inácio. Narrando uma história emocionante de obsessão, Ângelo Inácio mostra com naturalidade o maravilhoso intercâmbio que existe entre os espíritos que trabalham tanto nos Centros Espíritas quanto nos terreiros e tendas umbandistas. Ele nos fornece uma noção da missão dos Caboclos e Pretos-Velhos, bem como alguns conceitos importantes sobre a Umbanda.

Ficha Técnica:
Médium: Robson Pinheiro
Espírito: Ângelo Inácio
Número de Páginas: 256
Gênero: Romance

Trecho:
Aproximou-se de cada médium um determinado espírito, que o envolvia em suas vibrações peculiares. O ritmo da musica foi aumentando e pude ver como Euzália e Anselmo aproximaram-se dos médiuns com os quais deveriam trabalhar na noite.
Fiquei encantado com o que via. Euzália transformou-se aos nossos olhos de desencarnados, modificando a sua aparência perispiritual de tal maneira que, se alguém possuidor de vidência a tivesse visto naquele momento, não a reconheceria. Foi-se encurvando aos poucos e assumiu a personalidade e aparência de uma velha de mais ou menos setenta anos de idade, enquanto o seu médium igualmente assumia a mesma postura, demonstrando em seu semblante as características que o espírito assumira. Por sua vez, Anselmo foi aos poucos modificando a sua aparência e num exercício de ideoplastia, assumiu aspectos de um velho calvo, negro e de um sorriso extenso no rosto. A médium que o “recebia”, como falavam na tenda, tomou a mesma postura do espírito que se apresentava aos encarnados como Pai Damião, enquanto Euzália era agora a bondosa Vovó Catarina.
2 Comments
Comments
  1. como faço pra ler o livro pela internet , alguém sabe me dizer ?

    ResponderExcluir
  2. Livro demais! Comecei a ler e não parei mais. Muito esclarecedor quanto à Umbanda e quanto ao Espiritismo, história boa de se ler e muito dinâmico. Com certeza uma leitura que vale a pena!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2015 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top