Romances Proibidos - Ariovaldo Cesar Junior e Fernandes de Almeida de Melo

Romances Proibidos - Ariovaldo Cesar Junior e Fernandes de Almeida de Melo

6 10 99
Romances Proibidos - Ariovaldo Cesar Junior e Fernandes de Almeida de Melo 10 6 99
Resumo: Romances Proibidos é um lançamento da Boa Nova Editora. Foi ditado pelo espírito Fernandes de Almeida de Melo para o médium  Ariovaldo César Júnior.

A história romanceada começa na década de 20, na cidade de Araraquara. Padre Augusto Maria não conseguia se prender ao dogma do celibato. Era sedutor e mantinha vários relacionamentos com mulheres de sua comunidade. Chegou até mesmo a engravidar uma trabalhadora rural, que deu a luz à pequena Estela - que por intervenção do padre foi adotada por uma abastada família de São Paulo.

Um tempo depois, o padre conquistador engravidou uma outra moça, Iracema, noiva do jovem Pedro, trabalhadores da fazendeira Beatriz, espírita convicta, que resolve acolher a moça e dar uma boa lição em Augusto. Beatriz mantinha reuniões mediúnicas em sua fazenda e Pedro era um dos participantes. Apesar da vontade de lavar sua honra colocando um fim na vida de Augusto, Pedro - inspirado pela espiritualidade - desiste do intento, perdoa sua amada e o casal se casa sob as bênçãos e auxílio de Beatriz.

Padre Augusto foge para São Paulo e começa a lecionar em um renomado colégio da capital paulista. Continua mantendo seus casos amorosos, até que conhece uma linda aluna e tenta seduzi-la. Qual não é sua surpresa quando descobre que a jovem é sua filha Estela! Diante de uma quase tragédia, Augusto se arrepende da vida que vinha levando, deixa a Igreja e se converte ao Espiritismo. Resolve se casar com a professora Florinda, com quem acaba tendo 4 filhos. Quase desencarna ao levar 2 tiros de uma ex-amante, mas consegue chegar aos 82 anos de idade, esforçando-se para ser um homem de bem.

Ficha Técnica:
Médium: Ariovaldo César Junior
Espírito: Fernandes de Almeida de Melo
Editora: Boa Nova
Romance - 288 págs.

Comentário:
Trata-se de um livro de fácil e agradável leitura. A narrativa é leve e descontraída, com algumas informações sobre a Doutrina Espírita na década de 20. A letra (fonte) é grande e confortável, com boa diagramação. Gostei muito da história. Recomendo.

Trecho:
O arrependimento, quando sincero, dá início à vontade de melhorar-se. A vontade é a maior força do universo. É a energia que move montanhas, segundo nos ensinou Jesus. No entanto, o processo de mudança interior pode gerar a culpa, o complexo de culpa, pelo reconhecimento das faltas cometidas. Sempre que alguém não pratica as Leis de Deus está fazendo o mal, está errando. Como as Leis de Deus estão escritas na consciência, dizem com precisão quando o indivíduo erra, para que possa, se quiser, corrigir-se, regenerar-se. A ação da consciência é o maior estímulo à evolução do Espírito. É um ato interior, íntimo, exclusivo da criatura, que estimula o crescimento espiritual, que se completa com a cessação das falhas e a reparação dos prejuízos que causou. Sem a reparação não há progresso. Semear é uma questão de livre-arbitrio, mas colher é obrigatório, é da Lei. De que maneira o professor poderia reparar os desvios cometidos? Fazendo todo o bem ao seu alcance e não errando mais, praticando boas ações, até o limite de suas forças. (páginas 238 e 239)

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2015 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top