Umbanda sem medo e sem preconceito - Flávio de Oxossi

Umbanda sem medo e sem preconceito - Flávio de Oxossi

6 10 99
Umbanda sem medo e sem preconceito - Flávio de Oxossi 10 6 99
Flávio de Oxossi é o pseudônimo de Flávio Lettieri, empresário, palestrante, escritor e coach de executivos. Em parceria com seu guia espiritual Pai Benedito de Aruanda, surge esta obra de inestimável valor a quem deseja compreender a Umbanda.

Confesso a dificuldade em escrever esta resenha de tanto que gostei do livro. Não é uma obra, digamos, didática repleta de definições e classificações; tampouco um romance. Parece mais um bate-papo entre o autor e leitor, repleta de "causos" e experiências, sem deixar de ter todo um embasamento teórico.

O livro possui apenas 136 páginas, é fininho e quando o vi na livraria Saraiva não botei muita fé. Me sentei para dar uma folheada e não consegui mais parar de ler, trazendo-o então para minha biblioteca. Li com muita calma, para absorver todo o conhecimento que foi gentilmente compartilhado pela bondade de nobre Entidade.

A obra é dividida em 4 partes. Para que vocês possam sentir a essência do livro, citarei os capítulos e colocarei pequenos trechos para ilustrar.

Parte I: A religião na História da Humanidade, possui 4 capítulos onde encontramos o sentido da palavra religião, a Igreja e a demonização das religiões pagãs, os diferentes caminhos de Deus e a jornada de um homem em busca do Criador.
Fui chamado por outra médium, incorporada com a Cigana Joana. (...) de repente, a médium fala para mim: "Temos aqui uma senhora clarinha e gordinha que diz ser sua avó."
Pra mim, aquilo só poderia ser brincadeira. Tudo bem que minha avó era clarinha e gordinha, mas minha avó era evangélica. Ela nunca aparecia em um centro de macumba.(...)
Eu estava atordoado com tudo aquilo. Aguardei ansioso o término dos trabalhos.
Ao final me chamaram. Havia uma carta endereçada a mim. A emoção que senti naquele momento somente pode ser comparada ao nascimento do meu filho. (pg 33)
 Parte II - Umbanda: uma religião brasileira. Nesta parte o autor aborda a história da Umbanda e seu provável vínculo com os atlantes; seu nascimento em 1908 através do Caboclo das 7 Encruzilhadas e a sua evolução atual.
Hoje, Luciano, vivemos uma outra época dentro da religião. Mais do que com a religiosidade, os Guias trabalham com a espiritualidade. Por isso, a grande maioria dos médiuns que atualmente trabalham nos terreiros são semiconscientes. Essa é uma oportunidade de se elevarem espiritualmente enquanto realizam seus trabalhos.
Por isso, nessa nova era da religião, é essencial que os médiuns estudem, que busquem as informações. Não basta seguir o que o Guia pede, é preciso entender o que Ele faz. (pg 54)
Parte III: Umbanda tem fundamento.  Composta por 5 capítulos, na terceira parte o autor entra nos fundamentos e preceitos da Umbanda, explicando o que e quais são os Orixás;  a questão da magia branca x magia negra; o que é e como funcionam os trabalhos de caridade; como são realizados os trabalhos dos Guias, sempre respeitando a Lei Maior, o livre arbítrio e merecimento dos consulentes.
Os Guias, por estarem em outro plano e por terem uma visão mais ampla de nossas necessidades, vão nos ajudar de acordo com o que realmente precisamos, sempre respeitando o nosso livre arbítrio.Os Guias não podem adivinhar o futuro das pessoas, sobretudo porque o futuro de alguém sempre será a consequência de suas escolhas presentes. O que ele pode fazer é, tomando por base aquilo que está acontecendo no presentes, falar sobre as maiores possibilidades de ocorrência no futuro.
E, ainda assim, ele só vai dizer isso para a pessoa se for permitido pela Espiritualidade Maior, se essa descoberta for de merecimento da pessoa e se isso for contribuir para a evolução dela. Ou seja, os Guias não agem de forma impulsiva e desordenada. Tudo é regido com muito discernimento e as coisas só acontecem segundo a Vontade de Deus. (...) Os Guias. via de regra, mostram opções e as prováveis consequências de cada escolha. Todavia respeitam aquilo que decidimos. (pgs 89 e 90)
Parte IV: Preces aos Sagrados Orixás e ao Divino Criador Olorum. Nesta parte encontramos uma coletânea de lindas preces.

Prezados irmãos, não deixem de ler mais esta belíssima obra que a Espiritualidade Maior nos brindou com tantos ensinamentos. Saravá! Amém! Axé!



0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 
BLOG DO LIVRO ESPÍRITA © 2015 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top